sábado, abril 18, 2009

Susan

Se há uma coisa de que não gosto é destes concursos baratos e duvidosos que, um pouco por todo o lado, prometem descobrir estrelas da moda, da música, do teatro ou do cinema. Um conjunto de novelas da vida real que entretém os tele-dependentes e prometem uma mudança de vida súbita.
O desenrolar dos acontecimentos é já há muito conhecido e aceite. O candidato apresenta-se e logo a partida é criticado e ajuizado antes ainda de dar inicio à sua performance. O denegrir a pessoa no final, faz parte do circo, mas deve valer os 4 minutos de televisão. Parece.

A Susan surpreendeu-me. Por além da sua postura que se apresenta humilde, segura e onde revela o seu prazer de cantar, surpreendeu ainda mais por ainda ter o sonho de se tornar uma cantora profissional. Fio isso que me surpreendeu mais nesta senhora que em nada se comporta como uma diva mas que conseguiu deixar as pessoas sem palavras.

Gostava de ter a certeza de chegar aos 47 e ainda conseguir ter sonhos. Gostava.
Cliquem no título e veja este clip.




7 comentários:

pinguim disse...

Conjuga uma bonita voz com uma simplicidade contagiante...
Abraço.

Tongzhi disse...

Vi um programa sobre ela e fiquei surpreendido!!!

White disse...

Tongzhi prepara-te,,, vem aí o festival da canção,,,lolololol

Abraço

lampejo disse...

Fiquei arrepiado quando vi e ouvi pela primeira vez, como as aparências podem enganar...

Forte abraço!

Catwoman disse...

Vi hoje uma reportagem sobre a Susan na Sic. De facto é impressionante. E ainda mais impressionante do que a própria Susan, é a reacção de quem estava a assistir. Acho que prova que afinal não estamos assim todos tão superficiais, cínicos e adormecidos. Há algo em nós que responde a estes casos de esperança, que contrariam a ideia de que valemos apenas pelo que parecemos ser e não pelo que verdadeiramente somos.

Como dizia a própria Susan, "don't judge a book by it's cover".

Baci

P.S.: Imperador, não me digas que vais ao Festival...se precisares de alguém para o coro...já sabes lolol

BearChase disse...

Vi a sua actuação pela primeira vez no Internet Memes e fiquei de boca aberta! Muito fixe :)

Luís Galego disse...

Isto mostra que ninguem (nem nós próprios) devemos/podemos destruir os nossos mais intimos sonhos...

Um abraço infinito e pessoal