quarta-feira, agosto 12, 2009

Madrid me mata !!

Se não me matou faltou mesmo pouco. O sol erguia-se alto no céu logo de manhãzinha e o calor apertava todo o dia. Os passeios faziam-se sempre pela sombrinha, e nas passadeiras, a espera de poder avançar, os raios queimavam sempre que conseguissem. As esplanadas, sempre cheias, transbordavam de bebidas geladas e qualquer ideia era facilmente afogada num copo de tinto de verano com gelo. Os refúgios culturais eram a cada dia mais desejados, porque não se podia estar a poucas centenas de metros de tanta beleza e não desejar poder estar perto dela e tentar absorve-la nem que seja por instantes. Assim foi na visita ao Matisse 1017 - 1941 mas também em mais um café com o Goya e o Velasquez.
Sempre que piso aqueles passeios o Círculo de Bellas Artes é um ponto de encontro e de descanso. As experiências oferecidas são sempre muito bem-vindas. A destacar as fotos de Patrick Faigenbaum, já visto em Lisboa no CAMJAP em 2007 e o vídeo de Zhao Liang, Cenas Urbanas, as duas integradas no ciclo PHotoEspaña.
Digna de nota foi a exposição de escultura Olvidar a Rodin? Escultura em Paris, 1905 - 1914, ainda patente.
Dentre o calor os ovos rotos e as copas refrescantes, los Abrazos Rotos não podiam faltar. Em Lisboa vai voltar a valer a pena.
Foram cinco dias muito quentes e bem dispostos.
Também desta vez Madrid não me conseguiu matar. Fico a espera de erguer mais copas geladas.

































5 comentários:

Ezequiel Coelho disse...

Tu tens tendências suicidas! LOL

Catwoman disse...

Gostei da visita guiada a Madrid ;) infelizmente quando lá está estive não tive tempo para ver muito da cidade...tenho que lá voltar. Mas se precisar de uma esquadra da polícia, conheço todas lolol

Tongzhi disse...

Não te achei nada moribundo!!!
lololol
Doido, sempre!!!!

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Deliciosas fotos de uma Madrid que também conheço bem. Deliciosas fotos sobretudo pela diferença com que as fotografaste. Muy bien :)

Rabisco disse...

Ahhh!
Mas não consigo ter pena de ti, nenhuma mesmo!
Madrid, uma cidade fantástica cheia de vida!
Também quero!